sexta-feira, 27 de maio de 2011

Intendente Aventura

Hoje, as turmas do 3ºC e do 4ºD viveram um dia radical.
Aqui ficam algumas imagens, de como nos divertimos a valer no Intendente Aventura!


video

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Aqueduto das Águas Livres

Na passada sexta-feira, 13 de Maio, os terceiros anos foram conhecer o Aqueduto das Águas Livres, onde termina a história do livro " Uma Aventura em Lisboa". É aqui que o Pedro, o Chico, o João, a Teresa, a Luísa, o Caracol e o Faial descobrem o tesouro!


Ficámos a saber um pouco mais sobre este Monumento...


Classificado como Monumento Nacional, é um dos mais extensos sistemas de abastecimento de água existentes no mundo, alcançando os 58 quilómetros; o seu nome deve-se ao facto de as águas correrem apenas pela força da gravidade, isto é, livremente.

Foi em 1571 que Francisco de Holanda propôs ao rei Dom Sebastião a reconstrução de um aqueduto e da antiga barragem romana de Olissipo, para garantir o abastecimento de água à capital, mas foi só no reinado de Dom João V, em pleno século XVIII, que se decidiu avançar com a sua construção, tendo sido os seus custos integralmente suportados pela população de Lisboa através de taxas que incidiam sobre a carne, o azeite e o vinho.

As obras começaram sob a direcção do arquitecto Manuel da Maia e do sargento-mor Custódio de Vieira, sendo deste último a opção pelos arcos sobre o Vale de Alcântara; vale a pena referir que o Aqueduto das Águas Livres tem o maior arco em alvenaria do mundo.

O aqueduto, que ficou concluído em 1834, apesar de ter começado a abastecer de água a cidade de Lisboa a partir de 1748, evidencia influências góticas em pleno período barroco.

A galeria interior tem dois corredores que têm o nome de Passeio dos Arcos, pelos quais se podia caminhar e apreciar uma vista panorâmica, porém o elevado número de suicídios e assassinatos, pelos quais se tornou célebre o bandido Diogo Alves, levou a que a partir de 1844 fechasse ao público. Actualmente, o Museu da Água, que tutela o aqueduto, organiza visitas e passeios em datas e horas que variam consoante as estações.

  Gostámos muito deste passeio!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Fósseis em 15 minutos!!

Hoje experimentámos uma coisa incrível... Depois de pesquisarmos e aprendermos o que são fósseis e como são formados decidimos que também gostaríamos de ver todo esse processo.
Mas tínhamos um grave problema... o tempo!! Um fóssil demora muitos muitos muitos anos a ser formado.
Decidimos simular!!
Utilizámos gesso em pó, água, plasticina, óleo de cozinha e conchas.


1º untámos a concha com óleo de cozinha.




Depois pressionamos contra a bola de plasticina e retirámos de seguida...



Fizemos a mistura do gesso com água e vertemos o líquido em cima do molde de plasticina...



.... esperámos apenas 15 minutos... e tínhamos um fóssil!!